Programas Culturais em Todos os Lugares do Concelho

22/08/2009 at 00:05

DSC02863O Museu da Lucerna, vai estar para a arqueologia, assim como a Biblioteca vai estar para a literatura e artes, e o futuro Museu da Ruralidade estará para a cultura de tradição.

Cada uma destas Entidades será um pólo dinamizador e difusor de conhecimentos, sensibilidades e vivências, com os quais nos propomos enriquecer, ainda mais, a vida das nossas gentes, de molde a proporcionar-lhes um bem-estar superior.

DSC02210-1

Em boa hora o actual Executivo, pensou, projectou e está a construir em Entradas, um espaço voltado para a história do nosso passado rural, mas também e inevitavelmente, para o futuro do nosso património imaterial, esse elemento fluído, geralmente pouco levado em conta, mas tão essencial à formação de estruturas sociais coesas.

DSC01563

Falar do passado, não é só carpir a miséria da vida e muito menos aceitar a realidade socio-económica em que ela assentou.

DSC01595

Musealizar um certo mundo rural que foi o nosso, serve, essencialmente, para entender no presente o nosso ente cultural colectivo e, ao fortalecer a nossa identidade, projectar o nosso concelho para um devir mais promissor, alicerçado sobre valores de equidade e justiça social efectivos.

Daí que consideramos ser essencial, desenhar-se em torno do Museu da Ruralidade, com obvias repercussões na génese do seu programa, toda uma lógica de animação das nossas comunidades, pensada de molde a lograr obter da parte delas, a sua maior participação activa.

Chico Horta

Não entendemos a razão, nem aceitamos que existam, por todo o concelho, variadíssimos equipamentos, construídos ao longo de três décadas, ditos centros culturais, centros de convívio ou centros comunitários, cuja função actualmente, regra geral, se limita a um mero serviço de bar.

Tais espaços colectivos, têm, forçosamente de ser recolocados ao serviço das respectivas populações, para cumprir o propósito justificativo do investimento público oportunamente efectuado.

Desde logo, devem ser dinamizadas as Associações locais existentes ou constituídas novas, que assumam aqueles espaços como suas sedes e subsequentemente, ali trabalhem em prol da dinamização cultural e desportiva das populações, lado a lado com as Juntas de Freguesia e a Câmara Municipal.

Patrimonio

É o primeiro desafio que vamos enfrentar e ganhar.

Depois, para além de toda uma programação especifica, planificada e executada pelas diferentes direcções em cada Centro, o Museu da Ruralidade estará presente em cada lugar, com um plano de acção descentralizada, pensado para estes espaços, que com regularidade e com a sistematização que o assunto merece, neles vai ser desenvolvido.

Com os nossos Grupos Corais e outros convidados, com os diversos projectos dinamizadores da Viola Campaniça, com todos os nossos tocadores de diversos instrumentos, com poetas populares, com contadores de histórias, com outros protagonistas e interpretes da cultura de tradição, vamos criar vários elencos que com calendarização anual e de forma rotativa, vão actuar mensalmente em cada um dos diferentes palcos das nossas vilas e aldeias.

Assim, para além de termos um Museu da Ruralidade activo e dinâmico no cumprimento da sua missão em Entradas, a sua existência far-se-á sentir em todo o concelho, através da divulgação continuada dos valores que se propõe defender.

Por outro lado, os Centros existentes em todo o concelho passarão a ter uma programação cultural regular, fazendo disso, um pretexto para a vitalização das próprias estruturas associativas.

Finalmente, esta rede cultural que em torno do Museu se vai estabelecer, vai animar e dar novo fôlego a todos os nossos agentes culturais, desde os grupos corais aos poetas populares, que passarão a sentir que têm real importância no estar e na vida das nossas comunidades.

Entry filed under: Lista de Apoio. Tags: .

Jornal “Por Castro” “Por Castro” no Monte dos Viseus


Calendário

Agosto 2009
M T W T F S S
« Jul   Set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Most Recent Posts


%d bloggers like this: