Archive for Março, 2009

Casével – uma equipa para trabalhar

casevel_apresentacao1Porque acreditamos nas virtudes do dinamismo e da vontade, constituímos uma equipa jovem, apoiada no saber de alguns mais velhos, para em conjunto trabalharmos, afincadamente, pelo futuro de Casével.

casevelequipa1A lista, encabeçada por José Carlos Brito, economista; Filomena Álvaro, encarregada de Centro de Dia e Maria da Nazaré Matias, empresária agrícola, tem por objectivo primeiro, lutar pela não extinção da freguesia de Casével e pelo seu desenvolvimento económico e social, bem assim como, pelo seu desejável revigoramento cultural, de modo a estancar a desertificação humana crescente que agora se verifica.

Anúncios

31/03/2009 at 18:15

Casével – Uma Vila com Futuro

brasao_casevel1Acreditamos no futuro de Casével porque temos ideias, vontade e uma equipa capaz de protagonizar um projecto de desenvolvimento sustentável naquela freguesia.

Dia 30 de Março pelas 19 horas, vai ser feita a apresentação publica de todos os candidatos por Casével concorrentes às próximas eleições autárquicas.

29/03/2009 at 00:14

A Viola Campaniça no Conservatório

viola-campanica1Não há memórias antigas de tocadores de viola campaniça no nosso concelho. Dos tempos idos, a única referência que temos das violas campaniças, foi a sua presença nas mãos de exímios tocadores que aqui acompanhavam o cante de despique, por ocasião da feira de Castro.

viola-campanicaDos seus trinados, já não havia lembranças, até que a Rádio Castrense, há cerca de vinte anos, descobriu os seus sons e revitalizou a sua memória, através do trabalho desenvolvido pela Cortiçol com os tocadores Manuel Bento da Funcheira e Francisco António da Estação de Ourique, ambos oriundos da velha Aldeia Nova de Ourique. Graças ao trabalho desenvolvido, paulatinamente, a viola campaniça, começou a impor-se, ganhando foros de estrela e grande admiração, no panorama cultural do nosso concelho e de toda esta região. Retomou o seu papel de marcadora do ritmo dos cantes de improviso e de suporte melódico nos cantes que à sua pala se voltaram a ouvir. O seu fulgor e sonoridades renasceram e encantaram novos tocadores e artesãos que hoje em dia a dedilham e já a constroem também em oficinas e ateliers, em casa e nas escolas.

viola-campanica2Dos novos tocadores, destaca-se o Pedro Mestre que desde bem novinho, se deixou seduzir pelas suas formas e pelos seus sons e hoje em dia, é uma referência em termos da sua dinâmica no nosso concelho. Castro Verde adoptou a viola campaniça, tratou-a como filha e tudo se deve continuar a fazer para que os laços de afectos que com ela temos se aprofundem. Nesse sentido, propomo-nos incrementar o apoio já dado pela Câmara Municipal aos vários agentes culturais, no sentido de se sistematizar o ensino da construção e do toque da viola campaniça. Paralelamente, a viola campaniça deve ser promovida nos mais variados fóruns como peça importante da realidade etno-musical da nossa região e, finalmente, exerceremos influencia para que a viola campaniça passe a ser objecto de estudo e ensino no Conservatório Regional do Baixo Alentejo, ganhando assim, toda a dignidade e o merecimento a que tem direito.

27/03/2009 at 00:02

“Por Castro” com a Academia de Taekwondo

taekwondo
O Taekwondo é uma arte marcial coreana e um desporto de combate que surgiu há cerca de dois mil anos.

Em Castro Verde, a sua prática é dinamizada pela Academia de Taekwondo com quem reunimos, para ficarmos  melhor inteirados dos seus projectos e darmos a conhecer as nossas linhas gerais programáticas.

taekwondo1

Do encontro surgiram ideias e vias de possíveis formas de colaboração recíproca.

taekwondo2A propósito desta arte marcial, deixamos aqui o seu juramento.
Eu prometo:
– Observar as regras do Taekwondo
-Respeitar o instrutor e os meus superiores
-Nunca fazer mau uso do Taekwondo
-Ser campeão da liberdade e da justiça
-Construir um mundo mais pacífico

24/03/2009 at 00:01

Serviços públicos essenciais

contador-aguaOs consumidores vão deixar de pagar os alugueres de contadores de água, luz ou gás a partir de 26 de Maio próximo. Nesta data entra também em vigor a proibição de cobrança bimestral ou trimestral destes serviços, segundo um diploma que foi ontem publicado na edição do Diário da República.

A factura de todos aqueles serviços públicos vai ser obrigatoriamente enviada mensalmente, evitando o acumular de dois ou três meses de facturação, indica a Lei 12/2008, ontem publicada no boletim oficial e que altera um diploma de 1996 sobre os ‘serviços públicos essenciais’.

A nova legislação passa a considerar o telefone fixo também como um serviço essencial e inclui igualmente nesta figura as comunicações móveis e via Internet, além do gás natural, serviços postais, gestão do lixo doméstico e recolha e tratamento dos esgotos.

contadores-de-electricidadeO diploma põe fim à cobrança pelo aluguer dos contadores feita pelas empresas que fazem o abastecimento de água, gás e electricidade.

Também o prazo para a suspensão do fornecimento destes serviços, por falta de pagamento, passa a ser de dez dias após esse incumprimento , mais dois dias do que estava previsto no actual regime.

Outra mudança importante é o facto de o diploma abranger igualmente os prestadores privados daqueles serviços, classificando-os como serviço público, independentemente da

natureza jurídica da entidade que o presta. Numa reacção à publicação do diploma em causa, ‘a Deco congratula-se com estas alterações, há muito reivindicadas’, afirmou à agência Lusa Luís Pisco, jurista da associação de defesa do consumidor.

O diploma ontem publicado, para entrar em vigor a 26 de Maio, proíbe também a cobrança aos utentes de qualquer valor pela amortização ou inspecção periódica dos contadores, ou de qualquer outra taxa de efeito equivalente.

21/03/2009 at 00:05

Candidatos à Freguesia de Entradas

foto-lista-entradasNo jardim da bonita Avenida de Nª Senhora da Esperança, foi na passada segunda feira, feita a apresentação publica dos candidatos à Freguesia de Entradas integrados na lista do PS. Uma equipa jovem, liderada por um dinâmico filho da terra e esforçado dirigente associativo, promete fazer chegar a Entradas um novo estar, um compromisso de maior envolvimento solidário e de partilha de ideias, para criar na freguesia um viver mais sustentável.

19/03/2009 at 00:25

Roteiro gastronómico do Concelho

gastronomiaA nossa valia ou riqueza cultural, depende do somatório de uma série de realidades físicas e imateriais que no seu conjunto, constituem, por um lado, a base da nossa identidade e por outro, a vitalidade e o orgulho do nosso viver colectivo.

Os monumentos, a beleza intrínseca das nossas vilas e aldeias, a poesia popular, uma nora, um poço, um moinho, uma azenha, a moda, o cante de improviso, a viola campaniça, os usos e os costumes, mas também a cozinha tradicional, são elementos que marcam o nosso presente, imbuídos do viver de gerações idas.

gastronomia2Por esse motivo, também a nossa gastronomia deve ser encarada como algo que nos beneficia duplamente. Primeiro, dá-nos o prazer de degustar sabores excelentes; segundo, potencia a nossa actividade turística e consequentemente, influencia o desenvolvimento local.

É nosso propósito, mobilizar e dinamizar todos os restaurantes, casas de pasto e tabernas do nosso concelho, no sentido de adoptarem, pelo menos, um prato típico ou um petisco. Todo o ano, dia a dia, será servido como a excelência da casa.

gastronomia11Assim, teremos a certeza que aqui podemos encontrar sempre e comer, cabeça de borrego assada, ali jantar de azeite, acolá cozido de grãos, além pardelhas fritas , noutra banda ovos com linguiça, açorda de perdiz, sopas de feijão branco com lebre, ou qualquer outro pitéu da nossa gastronomia.

Desta rede de sabores, deste roteiro gastronómico, resultará, certamente, uma maior procura destas especialidades e um maior fluxo de pessoas em circulação pelo nosso concelho, em busca das iguarias que hoje, só muito raramente, se encontram nas mesas da nossa restauração.

Assim, a candidatura “POR CASTRO”, propõe-se “construir” o Roteiro Gastronómico do Concelho, com a sua devida divulgação, durante o primeiro ano em versão on-line e subsequentemente, após criteriosa monitorização, também em suporte de papel, para turistas e residentes.

17/03/2009 at 00:01 Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Calendário

Março 2009
S T Q Q S S D
« Fev   Abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Posts by Month

Posts by Category